O Terroir

A comunhão entre a natureza e a espécie humana na Quinta do Cardo
O conceito de terroir é francês e indica o conjunto de factores que influenciam o desempenho da vinha e a qualidade da uva, que por sua vez levam a diferentes personalidades do vinho. Incluem a ação humana, através da sua compreensão, interação e adaptação ao meio onde está inserido. O clima, que determina as condições favoráveis ao desenvolvimento da videira. Os solos, através da textura, drenagem, profundidade e geologia, criam suporte à videira, proporcionam água e elementos nutritivos. A topografia, ou seja, a altitude, relevo, exposição solar, que influenciam o estilo do vinho e a sua capacidade de amadurecer.
Terroir solo granito
Os solos da Quinta do Cardo são de origem granítica na sua maioria, sendo os restantes essencialmente de origem xistosa e alguns, menos comuns, com ascendência arenosa.
Em particular, os terrenos são ante-mesozóicos, onde predominam diversos tipos de rocha, mas onde sobressai um grupo, o dos granitóides, ocupando a maior extensão territorial com mais de 80% da área.
O Granito
O granito que predomina é do tipo monzonítico, duas micas com predomínio da biotite, e a variedade textural preponderante é a porfiróide, em especial de grão grosseiro, com grandes cristais de feldspato. Na Quinta do Cardo também existem zonas argilosas, que possibilitam a existência das 4 “charcas” que acumulam água pluvial e trazem uma grande diversidade ambiental. A fauna macro e microbiológica deste ecossistema dá-lhe ainda mais individualidade e é, também, um ingrediente deste terroir tão especial.
Usufruindo destas características únicas, o macroclima da Beira Interior marca também o terroir da Quinta do Cardo. Explica-se pelas suas características mediterrâneas, mas fortemente influenciadas pela altitude a cerca de 700 m e também pelo relativo afastamento do oceano. É um clima muito agreste, com impressionantes variações quotidianas de temperatura, Invernos prolongados, gélidos e temperaturas negativas e Verões curtos, quentes e secos. De topografia suave, as vinhas recebem luz solar todo o dia.
Por fim as práticas culturais representadas pela forma de plantação, condução da videira, as diferentes podas e escolha das castas da Quinta do Cardo são determinantes no rendimento da planta e na qualidade da uva e no perfil do terroir. A tipologia de vinificação, que faz a transposição do conjunto das condições naturais, anteriores, para a adega e daqui para o vinho. Uma actividade feita de carácter e de personalidade, de uma equipa que conhece a terra e sabe como a trabalhar.

Todos estes elementos combinados participam na composição de um terroir que produz os melhores vinhos de Portugal.
Terroir videiras podas
Indisponível
Loja Online
Estamos a preparar a nossa loja online, a pensar em si!
Prometemos ser breves